Sociedade civil aplaude “Sustenta”

Está agendada para a próxima quarta-feira a aula inaugural de formação de extensionistas agrários que vão lidar com os camponeses envolvidos no programa “Sustenta”. Enquanto se espera pelos resultados deste movimento, as organizações da sociedade civil voltadas para a agricultura e posse de terra batem palmas a esta iniciativa. Todavia, que se dê passos comedidos para evitar repetir erros do passado.
Ao que tudo indica, a primeira aula dos extensionistas será administrada pelo próprio ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, que vai oferecer a este grupo de jovens uma visão mais clara e precisa sobre o que se pretende com este programa de integração da agricultura familiar em cadeias de valor produtivas.
É que Moçambique precisa de dar saltos em comprimento e em altura em vários domínios, com ênfase para a produtividade que anda muito mal, quando comparada com a de muitos países africanos. A qualidade do que se produz por cá também precisa de uma revisão profunda.
Por exemplo, o país gaba-se de produzir muito milho e até de exportá-lo, mas a tabela de rendimento por hectare mete dó. Moçambique fica de longe abaixo da África do Sul, que produz quase oito toneladas por hectare.

Artigos relacionados

ordu escort escort kıbrıs izmit escort bodrum escort rize escort konya escort kırklareli escort van escort escort halkalı erzurum escort sivas escort samsun escort tokat escort