PARA ORIENTAR EXTENSIONISTAS, MADER debate instrumentos legais

O Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural procedeu nesta quinta-feira à apresentação e debate da proposta do Sistema Nacional Unificado de Extensão Rural (SISNUER) e do Regulamento de Licenciamento de Entidades Executoras de Serviço de Extensão Rural, através dos quais se pretende buscar soluções para melhores resultados na próxima campanha.
Trata-se de instrumentos legais que ainda não foram aprovados, mas que tem o potencial de poderem nortear todos os provedores de serviços de assistência e extensão rural privado, parceiros de cooperação e Organizações não-Governamentais no país.
A Direcção Nacional de Assistência a Agricultura Familiar, órgão que dirigiu o encontro, no qual participaram diferentes actores do sector agrário, acredita que, quando estes instrumentos forem aprovados, vão ajudar na promoção da agricultura sustentável, como parte integrante do desenvolvimento nacional por via da inclusão das famílias rurais em cadeias de valor diversificadas.
A Directora Nacional de Assistência a Agricultura Familiar, Adélia Magaia, referiu que o SISNUER e o Regulamento de Licenciamento de Entidades Executoras de Serviço de Extensão Rural também visam erradicar a pobreza no meio rural de modo a proporcionar a segurança alimentar, aumentar a renda, emprego, inclusão social, produção e produtividade através do serviço oficial de assistência e extensão rural. “É importante que se pense nestes moldes de trabalho de forma a garantir que as famílias rurais se beneficiem de políticas públicas necessárias para a redução das suas vulnerabilidades”, disse Adélia Magaia.
Por sua vez, os extensionistas referiram que a auscultação que o MADER está a fazer é de grande valia pois, quando o SISNUER foi aprovado, todos poderão trabalhar alinhados e orientados para um único objectivo.
Recordar que este é o segundo e último dia do encontro entre o MADER e os diversos actores do sector agrário no qual foram discutidas matérias ligadas ao incremento de tecnologias para assistência integral aos pequenos produtores de modo a garantir uma maior expansão da rede agraria até 2024.

mardin escort

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT