Governo garante assegurar a agricultura familiar orientada para o Mercado através do Sustenta

A informação foi avançada pelo pelo Vice-Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Olegário dos Anjos Banze, no âmbito da abertura da Reunião Periódica de Revisão dos Pacotes Tecnológicos (REPETE).
Segundo o Vice-Ministro o facto vai concretizar-se em consonância com os pilares de Transferência de Tecnologias, Financiamento, Mercado, Planeamento e Ordenamento produtivo, Infraestruturas, Salvaguardas Ambientais e Sociais e Subsídio ao Produtor.
Na ocasião, Banze encorajou a todos os intervenientes no processo para que se juntem ao sector da agricultura por forma a materializar o programa do Governo através do Sistema Nacional Unificado de Extensão Rural, Regulamento do Licenciamento dos Serviços de Extensão Rural, como pressuposto para a abrangente disseminação, transferência de tecnologias agrárias e implementação dos pacotes tecnológicos sustentáveis (social, económica e ambiental).
Mais adiante, o dirigente avançou que dentro do contexto do Programa Nacional de Assistência à Agricultura Familiar, espera-se até 2024 assistir a um universo de 1.700.000 (um milhão e setecentas mil) famílias, expandir a actual rede de extensão pública dos actuais 2.072 para 7.100 Extensionistas, apostar na formação contínua dos 7.100 Agentes de Extensão Rural e transformar cerca de 5.000 Extensionistas em produtores semi-comerciais/comerciais (PACE`s), como potenciais agentes de mudança na transformação do sistema de produção predominantemente de subsistência para o Agro-Negócio.

mardin escort bayan

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT