Para assegurar capacidade produtiva pós-calamidade

MASA pretende integrar seguro agrícola e tecnológias resilientes na planificação

O Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, Higino de Marrule falava na sexta-feira, 17 de Maio de 2019, em Gondola, Província de Manica durante o encerramento do V Conselho Coordenador depois das visitas que efectuou aos campos de produção e reassentamentos onde observou vastas áreas de produção e pastagem severamente devastadas pelo ciclone IDAI, onde reiterou a necessidade de reflectir e integrar na planificação, a questão do seguro agrícola e tecnológias resilientes como forma de assegurar o investimento e garantir a restauração da capacidade produtiva pós – calamidade.

Discursando o Ministro reiterou o compromisso de contribuir para superar, paulatinamente os constrangimentos que ainda impedem o almejado desenvolvimento da Agricultura no âmbito da implementação dos diferentes planos operacionais do sector, visando a erradicação da fome e aumento a renda das famílias produtoras.

“Devemos continuar a trabalhar para fazer face aos constrangimentos identificados com vista a transformação dos agricultores familiares em produtores orientados para o mercado, bem como os médios produtores em comercias impulsionando a produtividade e produção agrária.

Para o efeito, o Ministro assegurou que vão continuar a envidar esforços no sentido de aumentar a produtividade e produção agrária com enfoque na produção de semente básica, insumo determinante na cadeia de produção de qualidade, melhorar o acesso e massificar o uso da mecanização agrícola pelos produtores o que permitirá aumento da produção.
” Há necessidade de reforçar a capacidade de organização dos nossos produtores no contexto da cadeia de valor de forma a que a produção seja feita em escala para facilitar a colocação no mercado nacional e internacional, com recurso a uma negociação justa do preço”.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT