MASA quer mais Envolvimento de Jovens no Sector Agrário

O Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, Higino de Marrule, falava na passada quinta-feira (13 de Junho de 2019) em Maputo, durante a abertura do primeiro seminário de incubação de jovens no sector agrário, que o predomínio de uma população jovem no país, especialmente nas zonas rurais, faz da agricultura uma das maiores oportunidades de ocupação da força de trabalho, em particular a juventude.

Na sua intervenção, o Ministro da Agricultura disse que o programa surgi no reconhecimento da realidade de que o país é composto maioritariamente por jovens que se mostra pertinente emponderar jovens empreendedores no sector agrário, um dos sectores prioritários do Governo de Moçambique dada a importância do seu contributo na economia nacional.
Neste contexto, o Ministro reconheceu que o empoderamento de jovens é um desafio que exige tempo, recursos, conhecimento e esforço continuado para que a juventude engajada na agricultura faça diferença em termos de produtividade, acesso ao mercado e geração de renda nas diferentes cadeias de valor.
“É importante reter que o mérito da incubação não compreende apenas capacitar, mas a aplicação prática dos conhecimentos e habilidades adquiridos pelos jovens incubados na produção em campo, ou noutras actividades ligadas a cadeias de valor”.
O governante sublinhou que, espera do seminário maior informação e conhecimento sobre incubação de jovens na agricultura, e, sobretudo, na identificação de factores e lições a considerar no desenho e implementação de futuros modelos de incubação sobre responsabilidades dos vários actores e parceiros.
Outrossim, que o primeiro encontro contribua para o desenvolvimento de uma plataforma que de forma periódica, debata informação sobre empoderamento de jovens na agricultura.

Por seu turno, a representante do Banco Africano de Desenvolvimento disse que, o banco pretende apostar na juventude tendo a agricultura como um sector estratégico e principalmente olhando continente Africano como exportador mundial nato de produtos agrícolas.
Para a fonte a estrutura do programa de capacitação de jovens tem 3 pilares, primeiro visa estimular a ambiente favorável ao nível nacional e descentralizado, assim como o diálogo e a mudança de mentalidade, possibilitar o desenvolvimento de negócios onde há transição do ciclo de incubação do agronegócio para empresas de autossuficientes e foca na valorização de cadeias de valor.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT