MASA prevê vacinar cerca de 14500 animais contra raiva

Directora da Agricultura e Segurança Alimentar da Cidade de Maputo interagindo com um proprietário de um animal de extimação após a vacinação contra Raiva, Bairro de Zimpeto

Dia mundial da luta contra raiva

Com a intensificação da campanha de vacinação de cães e gatos pelo Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar neste ano serão vacinados um total de 14500 cães a nível da cidade de Maputo durante o período da campanha de vacinação dos quais cerca de 10 mil animais foram vacinados no primeiro semestre.
Esta informação foi avançada pela Directora da Agricultura e Segurança Alimentar da cidade de Maputo Lúcia Luciano no acto de lançamento da campanha de vacinação contra raiva havida na ultima sexta-feira 27 de Setembro no distrito de Kamubukwana na cidade de Maputo alusivo aceleração do dia mundial da luta contra raiva que assinala-se a 28 de Setembro de cada ano e a cerimónia central da celebração do dia teve lugar na província de Cabo Delgado
Discursando na ocasião em representação da Governadora da Cidade de Maputo Iolanda Cintura, a Directora da Agricultura e Segurança Alimentar da cidade de Maputo Lúcia Luciano disse que, este evento decorre no âmbito da saúde pública onde pretendem de forma conjunta combater a raiva, onde a nível da cidade tem um grupo multissectorial que trabalha nessa questão e a DASA Maputo é responsável pela vacinação.
Para o ano 2019 planificamos vacinar cerca de 14500 cães e até ao primeiro semestre tínhamos vacinados cerca de 10 mil. Nos anos passados o que fazíamos era começar a vacinar a partir desta data oficial, mas por conta da problemática de mordeduras temos estado a fazer semanalmente, portanto montamos postos fixos a nível de todos distritos onde os munícipes podem levar os cães para vacinar gratuitamente
A Directora explicou que, este trabalho decorre de forma conjunta e a nível do sector da educação tem promovido palestras nas escolas, comunidades de modo a sensibilizar os munícipes a vacinar os seus animais para que até 2030 possam erradicar a raiva. Para o efeito apela o apoio dos munícipes na aderência da vacina contra raiva.
No ano de 2018 tivemos cerca de três mil casos de mordeduras a nível da cidade de Maputo e até o primeiro semestre de 2019 registramos cerca de novecentos e ointenta casos de mordeduras, portanto continuamos a sensibilizar e consciencializar os munícipes sobre a importância de vacinação”.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT