Face a época chuvosa 2020-21, inundações podem atingir 500 mil pessoas

Perto de 500 mil pessoas estão em risco devido a possibilidade da ocorrência de cheias nas principais bacias hidrográficas do País, com maior incidência nas regiões centro e norte, durante a época chuvosa 2020-2021 que se avizinha.
A previsão foi divulgada em Maputo, no VII Fórum Nacional de Antevisão Climática (FNAC), realizado no auditório do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, no qual foram apresentados os cenários hidrológicos e climáticos bem como os seus impactos.
Para mitigar o impacto social e económico das intempéries, está previsto um plano de contingência avaliado em mais de cinco milhões de meticais, de acordo com o Chefe do Departamento de Gestão das bacias Hidrográficas no Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos (MOPHRH), Agostinho Vilanculos.
De acordo com as observações do Instituto Nacional de Meteorologia (INAM), entre os meses de Outubro e Dezembro deste ano há possibilidade de queda de chuvas normais, com tendência acima do normal em quase todo o País, com excepção do oeste de Nampula, nordeste de Niassa e toda a extensão da Província de Cabo Delgado.
De Novembro a Janeiro espera-se a ocorrência de chuvas normais com tendência a acima do normal nas províncias de Inhambane, Gaza, Manica, Sofala, Tete, Zambézia e no interior da província de Nampula. Este cenário vai manter-se até Fevereiro nas zonas centro e norte do País, excepto na faixa costeira de Cabo Delgado.
Em contrapartida, no período em referência os distritos a sul da província de Inhambane, Gaza e Maputo e no extremo norte de Cabo Delgado poderão registar chuvas normais.
A intensidade das chuvas nestes meses poderá ser influenciada pelo fenómeno La Niña, caracterizado por forte precipitação. O INAM aponta que há 60 por cento de probabilidade de o fenómeno se observar entre Setembro corrente a janeiro de 2021.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT