Instituto Nacional de Algodão de Moçambique pretende duplicar produção de semente

O Instituto Nacional de Algodão de Moçambique vai duplicar nos próximos três meses a produção da semente do algodão, através da intensificação da assistência técnica aos produtores.
A informação foi revelada esta terça-feira, em Nampula, pelo director do Instituto Nacional de Algodão de Moçambique, Luís Tomo, num seminário sobre produção da semente de Algodão.
“O que nós pretendemos é ter semente de qualidade e em quantidade suficiente para os nossos produtores. Neste momento, a produtividade anda a volta de quinhentos quilos, então pretendemos duplicar esta produtividade por forma a que num período de três, quatro anos possamos ter essa duplicação, através de pequenas iniciativas que visam melhorar esta produtividade”, disse. O Director do Instituto Nacional de Algodão de Moçambique.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT