INIR analisa mecanismos para flexibilizar infra-estruturas hidroagrícolas em Moçambique

O Instituto Nacional de Irrigação realizou de 19 a 21 de Setembro na cidade da Matola, o III Conselho Consultivo, onde reuniu vários quadros da sua entidade, visando buscar mecanismos para dinamizar a funcionalidade e desempenho de infra-estruturas de apoio a produção agrária no país.
Durante a sua intervenção o Director Geral do Instituto Nacional de Irrigação, Paiva Munguambe referiu que o encontro vai permitir fazer o balanço de realizações das actividades do subsector de irrigação em 2017 até o primeiro semestre do ano em curso e reflectir sobre processos e aspectos estratégicos visando dinamizar a contribuição de potencialidades e oportunidades da agricultura irrigada no país.
ʻʻA grande estratégia do país deve ser de produzir mais, para poder aumentar exportações e reduzir importações neste contexto o sector agrário é crucial para o desenvolvimento da economia nacional, uma vez que a produção de alimentos contribui para a redução da fome e pobreza da população bem como a manutenção dos níveis de inflação e geração de riquezaˮ.
Entretanto o director geral do INIR falou de alguns projectos que estão em curso de modo a potenciar o subsector tal como é o projecto do desenvolvimento de irrigação sustentável PROIRRI que esta sendo implementado em Sofala, Manica e Zambézia até final do mês corrente. Este projecto esta ligado a linha de produção de arroz e hortícolas em cerca de 3000 hectares beneficiando acima de 12 mil famílias.
Segundo Paiva, existem ainda dois projectos de resiliência climática no Regadio do Baixo Limpopo (RBL) que foram construídos cerca de 1050 hectare de regadio para a produção de arroz e hortícolas, acrescentou ainda, que recentemente mobilizaram mais um financiamento no Banco Mundial para o projecto IRRIGA nas províncias de Sofala, Manica, Zambézia e Nampula onde serão construídos 5 hectares para o apoio na operacionalização e dinamização dos regadios construídos pelo PROIRRI.
Nesta senda Paiva explicou que o grande desafio do sector não esta na construção na íntegra mas sim, ensinar a gestão de infra-estruturas existentes, desta vez vão dar primazia a assistência técnica em matérias especificas de irrigação, assim como priorizar pequenos sistema de irrigação com recurso a gravidade.
O III Conselho Consultivo do INIR realiza˗se sobre o lemaʻʻ Irrigar Para Produzir Mais de Forma Sustentável e Resiliente as Mudanças Climáticasˮ

ordu escort escort kıbrıs izmit escort bodrum escort rize escort konya escort kırklareli escort van escort escort halkalı erzurum escort sivas escort samsun escort tokat escort