Governo de Maputo investe no sector agrário para aumento de produção

Um total de trinta e seis famílias criadoras de gado bovino beneficiaram, nesta quinta-feira, de sessenta e cinco gados para o fortalecimento da capacidade produtiva, na produção de carne, através do fomento pecuário. Igualmente fez-se a entrega de uma residência no distrito de Moamba em Ressano Garcia. Estas actividade integra-se nas acções dos 100 dias de governação do sector agrário, presidido pelo governador da província de Maputo, Júlio José Parruque
Trata-se de 65 cabeças de gado bovino dos quais 30 são touros jovens de raça brahaman para o melhoramento da produtividade dos efectivos e 35 novilhas da raça local orçado em cerca de três milhões de meticais. Este gado foi adquirido via orçamento do Estado e foram entregues as guias aos criadores para o levantamento de animais.

Para o governador, estas acções visam a promoção de produtividade de modo que haja uma produção de qualidade e competitiva no mercado. Na mesma senda o governante instou a comunidade a fazer uma criação com responsabilidade no que diz respeito a sanidade animal.
Na ocasião o executivo da província de Maputo, prometeu aos criadores a garantia de assistência técnica, acesso ao tanque de carracicida para o tratamento de gado, de modo que tenha um gado de qualidade para garantir a segurança alimentar e geração da renda familiar.
No tocante a entrega da residência o Governador disse que a infraestrutura ora entregue visa dar maior capacidade para os inspectores para que possam prestar um trabalho de qualidade porque estes garantem o controlo de produtos que entram no país de modo a estimular a produção interna.
“Este investimento visa dar maior capacidade para os inspectores prestarem os serviços de qualidade no controlo fitossanitário, bem como no contrabando de alguns produtos tais como o frango e ovos que é uma grande preocupação neste momento”, disse.
Por seu turno, a Director da Agricultura da Província de Maputo, Leonor Neves referiu que a residência entregue é tipo três avaliada em dois milhões e Setecentos meticais com capacidade de camas para albergar 6 inspectores por turno de forma rotativa, portanto persiste o desafio de obter mais uma residência.
Neste momento a área da Inspecção conta com 10 inspectores e espera-se integrar mais 5 de modo a responder as exigências do sector. A construção da residência vem responder a capacidade instalada para que os técnicos prestem os seus serviços de forma condigna.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT