Vice Ministro da Agricultura, defende uso do conhecimento-científico para elaboração de cartas tecnológicas

A informação foi avançada no dia 23 de Dezembro corrente no âmbito da abertura da Reunião Anual do Instituto de Investigação Agrária (IIAM) cuja cerimónia foi presidida por Olegário dos Anjos Banze, Vice-Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Na reunião, Banze afirmou que o conhecimento técnico-científico gerado e acumulado ao longo dos anos deve ser sistematizado e usado para a elaboração de CARTAS TECNOLÓGICAS de fácil compreensão e aplicação pelos produtores e extensionistas no âmbito do Programa SUSTENTA.

“A investigação pode e deve aliar-se ao desenvolvimento e a produção. E é fundamental melhorar a recolha de receitas (sementes, consultoria de projectos, produtos, receitas de culinária – sucos, chips, iogurtes) sua gestão e partilha dos valores arrecadados entre os diferentes intervenientes”, frisou o dirigente.

A investigação agrária é uma prioridade para o país e grandes investimentos estão sendo feitos para aumentar a capacidade de produção de semente pré-básica, e básica (naquelas culturas que o sector privado não tem interesse comercial), e em áreas novas como a multiplicação de mudas de macadâmia e hortícolas para o fomento da sua produção.

A reunião do IIAM decorreu no Distrito de Bilene, Província de Gaza, sul de Moçambique.

bartın escort bayan

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT