O Sector Agrário contribui em 16% na produção global valorada da Província de Maputo

Os dados foram avançados pela Directora Provincial de Agricultura e Segurança Alimentar Leonor Neves no informe que versava sobre o ponto de situação da Campanha Agrária 2016/17, bem como, o ponto de situação da comercialização agrícola, ao que enalteceu que foram lavrados cerca de 291.850 ha, das 255.904 ha planificadas para a campanha global, com uma realização de 114% e um crescimento de 83%, em relação ao mesmo período da campanha passada que foi de 159.252,6ha.
No concernente a produção, referiu que foram produzidas 302,776 tons de cereais, das 266.412 tons, planificadas, um crescimento de 52%, em relação ao mesmo período da campanha anterior que foi de 199.371 tons; 50.620 tons de leguminosas e 373.393 tons de Raízes e Tubérculos, correspondente a um crescimento de 1,7%, em relação ao mesmo período da campanha da passada. Nas fruteiras foram produzidas 275.898 tons; 598.639 tons de Hortícolas, cerca de 1.717.719 tons de cana-de-açúcar e 303 tons de castanha de caju.
Os efectivos pecuários foram arrolados cerca de 338.934 bovinos, 39.863 ovinos, 42.155 suínos e 659.672 aves. A produção de carnes foi estimada em cerca de 6.516 tons de carne bovina, 43 tons de carne caprina, 8 tons de carne ovina, 175 tons de carne suína, 46.633; 125,250 litros de leite e 6.307.517 dúzias de ovo.
Nesta missão, a Vice-Ministra da Agricultura e Segurança Alimentar escalou Quinta Cascata que se dedica a produção de hortícolas, abóbora, milho e fruteiras; Empresa Nova Sun um empreendimento privado que se dedica a produção da banana, no Distrito da Namaacha e ainda a propriedade de produção de pequenos ruminantes; Unidade de Produção de Gado Bovino da Associação Hluvuku, Unidade de produção de arroz, China Africa Agricultura e a Empresa Agro Campos que se dedica a produção de frangos no Distrito de Matutuine.
No segundo dia da visita a delegação visitou as propriedades de Ezequiel Cgongo e Chibanza, apostados na criação de gado bovino; Estação Zootécnica de Chobela e visita a propriedade do senhor Sérgio Lisboa Cossa que está empenhado na produção de hortícolas.
No balanço da visita, Luisa Celma Meque, Vice-Ministra da Agricultura e Segurança Alimentar sublinhou que a mesma permitiu colher percepções, visões, aconselhamentos e indicadores para mensurar e tirar ilações no concernente ao decurso da Campanha Agrária 2017/2018, para o efeito é notável o esforço empreendido pelos produtores. Na interacção que manteve com os produtores e criadores reiterou para a necessidade do aumento da produção e produtividade, a importância na conjugação de esforços e sinergias para a produção de alimentos em quantidade e qualidade rumo a melhoria da segurança alimentar e nutricional.

Artigos relacionados

ordu escort escort kıbrıs izmit escort bodrum escort rize escort konya escort kırklareli escort van escort escort halkalı erzurum escort sivas escort samsun escort tokat escort