NA PROVÍNCIA DA ZAMBÉZIA: Regadio de M´Ziva vai a concurso público

Publicado no Jornal Notícias, 11 de Janeiro de 2021
CERCA de 160 hectares de terra vão beneficiar do sistema de rega, na sequência da construção do regadio de M´ziva (bloco 2), no distrito de Nicoadala, na província da Zambézia. Para a concretização deste objectivo, o Instituto Nacional de Irrigação (INIR) acaba de anunciar o lançamento de um concurso público para a contratação de um empreiteiro que vai executar as obras.
No anúncio, o INIR observa que os concorrentes devem ser portadores do alvará para a realização de obras hidráulicas nas categorias I a V. Em Moçambique, calcula-se que cerca de 70 por cento da população vive nas zonas rurais e pratica a agricultura como principal fonte de obtenção de renda.
No caso específico da Zambézia, província conta com um total de 11 regadios instalados nos distritos e neste momento três estão em pleno funcionamento nomeadamente: Limane (Mopeia), Mungonhane e Mutage (Namacurra) e 9 em funcionamento parcial, sendo Chiverano e Paz (Mopeia), Moriri (Morrumbala), M’ziva, Mucelo e Ilalane (Nicoadala), Itabo e Munda-Munda (Maganja da Costa).
Existem 3.750 hectares com infra-estruturas de irrigação, mas estão a ser aproveitados apenas 1.220 hectares. Acredita-se que a construção do regadio de M’ziva possa beneficiar centenas de membros de associações agrícolas locais, muitas delas dedicadas à produção do arroz.
Para além do arroz, outros principais produtos agrícolas mais comercializados na província da Zambézia são o milho, batata-reno, feijões e hortícolas. Estes produtos são vendidos localmente e/ou aos revendedores que, por sua vez, abastecem as cidades de Nampula e Quelimane.
Nos últimos tempos a província também produz gergelim e soja, comercializados localmente e outra parte tem como mercado as cidades de Chimoio e Nampula.

çankırı escort

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT