MULHERES PROMOVEM O AGRO-NEGÓCIO ATRAVÉS DE ASSOCIAÇÕES E COOPERATIVAS

A Associação Tsute Wa Vatsonguana que se localiza no Distrito de Guija e a cooperativa Aikomene Vavassaiti do Distrito de Chokwé, Província de Gaza, operacionalizam o facto.

A cooperativa conta 72 membros dos quais, 54 são mulheres e 14 homens. Tem como actividade principal a produção de arroz em 156 hectares. Na presente Campanha Agrária 2020/21, beneficiou se do programa sustenta, prevê colher 320 toneladas da cultura em 71 hectares. A sementeira foi lançada em Dezembro de 2020 e espera ceifar em Maio do presente ano. No período de Junho a Novembro, a cooperativa vai plantar hortícolas na sua área por forma a aguardar pela época de sementeira do arroz.

Para além da produção desta cultura, a cooperativa processa o milho, a beterraba, a couve, o gengibre, a cenoura, para produzir sumo, jamo, óleo e iogurte para a comercialização local e também para outras partes do nosso País. Com esta acção, tem capacitado diferentes jovens a nível local e garantido a presença no mercado dos produtos. Segundo Lizete Lisboa, presidente da cooperativa, “as mulheres que pertencem a cooperativa, desde que passaram a ser membros da mesma a vida melhorou, pois, garantem educação para os filhos, constroem casas, alimentam-se e auto-sustentam se”.

Por sua vez, a Associação apresenta 26 membros dos quais, 24 são mulheres e 2 homens. Tem como actividade principal processamento de carne de vaca para produzir de fiambre, vorse, humburguer e billtongue. A carne é adquirida junto aos criadores locais. A iniciativa de criação da associação surge no âmbito do comité de protecção da criança da Save The Children que visa garantir todas condições para o crescimento das crianças através de emprego para seus pais.

Segundo Cristina Abel, presidente da associação, a partir do talho onde se processa a carne é partilhado conhecimento por forma a garantir que cada membro possa desenvolver a actividade em qualquer local. A unidade de processamento tem abastecido o mercado local e vendido os produtos para os diferentes visitantes do mercado onde se encontram.
As mulheres afirmam que a vida melhorou, garantem o auto-sustento e escola para os seus filhos, desde que começaram a ser membros da associação. Graças a iniciativa, hoje têm casas e demais bens.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT