INCAJU produz em média cerca de 140 mil toneladas da castanha por campanha

Na cerimónia de abertura da I Sessão do Conselho Técnico do Instituto de Fomento de Caju realizada a 19 de Setembro em Maputo para aprovação de Preço de Referência da castanha de caju para o Lançamento da Campanha Agrária 2019-2020, o Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, Higino Francisco de Marrule disse que, no presente quinquénio o INCAJU registou um crescimento assinável na produção da castanha de caju, saindo de 80 mil toneladas no período de 2014-2015 para cerca de 140 mil toneladas em 2018-2019
Na ocasião o Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar explicou que, o preço de referência ao produtor traduz a vontade expressa de assegurar que todos os actores da cadeia de caju sejam razoável e equitativamente remunerados, condição básica para um maior envolvimento e comprometimento no fomento, processamento, comercialização e industrialização do caju e consequente crescimento sustentável do subsector.
“O crescimento e desenvolvimento do subsector do caju, associado ao aumento das atribuições do Instituto de Caju com a introdução de outras amêndoas sob sua tutela bem como as mudanças politicas e socioeconómicas que se vêm registando no país, obrigam a um permanente processo de reestruturação e redefinição dos papeis desta”.
De acordo com o governante, depois de um período conturbado nos finais da década 90, decorrente das mudanças estruturais ocorridas na economia do país nos últimos anos o subsector vem registando níveis de crescimento encorajador.
“Actualmente a produção média comercializada é de 140.000 toneladas por campanha, com industria a registar uma capacidade potencial de cerca de 110.000 toneladas da qual explora 70.00 toneladas empregando mais de 17.000 trabalhadores”.
Na ocasião a Direcção do pelouro do MASA, sublinhou que é importante unir as sinergias para o sucesso de todos intervenientes do subsector do caju de modo que, o preço traduza interesses comuns, neste contexto devido a falta de consenso na proposta do preço da referência para a compra da castanha do caju no produtor na campanha de comercialização 2019-2020 a reunião foi adiada para o dia 30 de Setembro corrente para a fixação do preço de referência.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT