(CARTA DE MOÇAMBIQUE)-REGADIO DE MUNDA-MUNDA NA ZAMBÉZIA ESTÁ INTACTO, UMA SEMANA DEPOIS DA PASSAGEM DA TEMPESTADE TROPICAL ANA

Leia mais in Carta de Moçambique online 02.02.2022

O facto prova que o regadio é resiliente às mudanças climáticas, sobretudo cheias e inundações, segundo constatou uma equipa do Instituto Nacional de irrigação (INIR), que na passada segunda-feira (31 de Janeiro) esteve no local para fazer a avaliação preliminar dos danos causados pela tempestade.

O regadio custou cerca de 3 milhões e oitocentos milhões de dólares, financiamento do governo moçambicano e do Banco Mundial.

Na sequência da passagem da tempestade, ocorrida nos dias 24 e 25 de Janeiro, o Regadio de Munda-Munda, no posto administrativo de Nante, distrito de Maganja da Costa, província da Zambézia, esteve totalmente submerso com águas que atingiram cerca de 9 metros de altura.

A equipa apurou que as infra-estruturas do regadio, designadamente, o canal principal e as comportas de rega e a casa de comando das bombas estão intactos. Estão igualmente intactos os canais secundários e terciários. No entanto, só com a descida total das águas, será possível ter uma ideia completa e detalhada sobre a eventual extensão dos danos.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT