Carlos Mesquita, exorta aos produtores de Nampula a adoptarem práticas agrícolas sustentáveis

Dirigindo-se aos presentes, referiu que com base no prognóstico do clima, podemos prever na presente campanha o crescimento da produção agrícola da Província de Nampula em 5.3% face a campanha agrária 2019-20.
“Este crescimento é motivado não só pelas condições do clima, mas também pelo investimento do Governo de Moçambique na contratação de novos extensionistas, onde a Província de Nampula passará de 266 técnicos para 496 técnicos, investimento em insumos agrícolas e meios de produção por via da linha de financiamento e do fomento produtivo do Programa SUSTENTA. Este investimento irá promover o aumento das áreas de produção bem como a intensificação da produção com impactos positivos na produção e produtividade agraria de Moçambique”. Fim da citação
Em reconhecimento do papel preponderante deste sector para a economia nacional e para o sustento directo de 68% da população moçambicana, Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, lançou o Programa SUSTENTA com cobertura a nível nacional, programa este que visa a Integração das Familias Rurais em Cadeias de Valor Produtivas.
Dados referentes a campanha anterior, indicam que a Província de Nampula na campanha agrária 2019-20 decresceu em cerca de 1% na produção total de diversas culturas, sendo auto-suficiente na produção de mandioca, feijões e batata-doce. Na componente produção pecuária houve um crescimento de 3% bovinos, 1.3% pequenos ruminantes, 4 suínos e 5% galinhas.
A extensão agrária recrutou 22 extensionista passando a contar com 266, facto que permitiu o aumento de número de famílias assistidas de 101.244 em 2019 para 121 mil produtores em 2020.
Não obstante os resultados alcançados, durante a Campanha Agrária 19-20, o sucesso do sector foi condicionado pela ocorrência de pragas e doenças, nomeadamente lagarta do funil do milho, gafanhoto elegante e mal do Panamá, que afectou uma de 2360 hectares.

360 total security

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT