BAD Financia Projectos de Processamento de Hortícola e Produção de Peixe Xicoa

Financiamento de projectos do Sector agrário

A Vice-Ministra da Agricultura e Segurança Alimentar, Luísa Meque testemunhou na manhã desta sexta-feira (21 de Junhho de 2019), a assinatura de dois acordos rubricados com o Represente do Banco Africano de Desenvolvimento em Moçambique Pietro Toigo que preconizam a operacionalização de dois projectos de processamento de hortícolas, frutas na Província de Gaza e de peixe Xicoa na Província de Tete
Na ocasião a Vice-Ministra realçou que o financiamento dos projectos confirma, a posição do Banco Africano de Desenvolvimento como actor estratégico do sector agrário, que inclui na produção pesqueira, e o desejo de continuar a contribuir para o desenvolvimento do país.
Para a governante, na produção pesqueira as perdas derivam essencialmente da insuficiência de infraestruturas de conservação tais como sistema de frio. Neste contexto, o financiamento do BAD joga um papel preponderante na melhoria da capacidade de processamento e conservação dos alimentos, concorrendo para a redução do desperdício.
“Em Moçambique a actividade agrária e pesqueira são predominantemente de pequena escala, tendo como actor principal o sector familiar. Nesta senda queremos aproveitar esta oportunidade para instar aos empresários nacionais que nas suas intervenções priorizem a compra de produtos do sector familiar localmente produzidos”
Por seu turno, o Representante do Banco Africano de Desenvolvimento em Moçambique, Pietro Toigo revelou que o financiamento concorre para o desenvolvimento da capacidade produtiva do país e agregação de valor sendo a agricultura um meio principal para o desenvolvimento é importante investir neste sector para ter uma economia sustentável.
“Queremos fazer do sector privado um motor principal na criação de riqueza no sector agrícola e na economia. A ideia deste financiamento de 130 mil dólares e 150 mil dólares respectivamente é para preparação do plano de investimento aos investidores para expandir o negócio”
Para Toigo, o compromisso do BAD é facilitar o acesso ao financiamento aos investidores privado para projectos com grande impacto em Africa e em particular em Moçambique.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT