Ministerio da Agricultura e Segurança Alimentar, preocupado em reduzir os índices de insegurança e desnutrição crónica

O Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, Higino de Marrule, referiu na sua intervenção que o VIII Conselho Consultivo do Secretariado Técnico de Segurança Alimentar, reveste de extrema importância por ser o momento de preparação da II Sessão do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional cujo objectivo principal visa fortalecer as actividades de coordenação multissectorial com vista a acelerar a redução dos índices de insegurança alimentar crónica de 24% para 17% e desnutrição crónica de 43% para 35% como estabelecido no Plano Quinquenal do Governo 2015-2019.
Sublinhou que o sector que dirige almeja a forme Zero até 2030, cujo desafio para o MASA é de atingir esse objectivo antes de 2030 alinhados com as metas globais em prol da nobre causa de erradicação da fome e insegurança alimentar e desnutrição crónica que ainda infremam a população moçambicana.
Na ocasião, Marrule exortou aos órgãos implementadores das estratégias de segurança alimentar que atuam e trabalham com grupos vulneráveis identificados, realente necessitados tais como, crianças e mulheres desfavorecidas com particular ênfase para as mulheres grávidas e/ou em idade reprodujtiva, pessoas idosas e doentes crónicos desfavorecidos e com todas as pessoas em condições de insegurança alimentar e nutricional.
Destacou ainda que ezte evento realiza-se num momrnto de grandes transformações na família do SETSAN na medida em que apreciará os documentos em fase de finalização e posterior submissão a II Sessão do CONSAN, a saber: A Revisão do Decreto aprovado em 2017, o Regulamento interno a nível central, provincial e distrital. Outros instrumentos a serem discutidos, inclui a Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional fase III, os Termos de Referência do Estudo de Base de segurança Alimentar e Nutricional para o ano 2019.
Na parte conclusiva deste evento, foram estacadas algumas propostas de incluir nos grupos de trabalho o Instituto Nacional de Estátísca, bem como o Ministério do Género e Acção Social, coo membros efectivos do CONSAN e em termos de áreas de actuação, a área de Administração Local, água e gestão de Recursos hídricos.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT