MASA nomea novos Directores Nacionais

Dinamizar o sector agrário rumo a auto-suficiência alimentar da população é o desafio lançado, hoje, aos novos directores do MASA nomeadamente a Directora Nacional de extensão agrária Guilhermina Matiquite, Director de planificação e cooperação internacional Delfim Vilissa ao novo assessor do Ministro para assuntos económicos Acubar Baptista.

O desafio foi apresentado pelo ministro da Agricultura e Segurança Alimentar Higino de Marrule durante a cerimónia de tomada de posse dos novos directores daquele pelouro.
Na ocasião o ministro da Agricultura e Segurança Alimentar recomendou a nova Directora da Extensão Agrária a olhar para extensão agrária como vínculo impulsionador do aumento da produção e produtividade através de difusão e disseminação de tecnologias e indução a adesão dessas tecnologias. Neste contexto realçou que a ligação efectiva e eficiente entre a investigação e extensão é fundamental pois permitira a disseminação de novas tecnologias adaptadas ao contexto do nosso país e de acordo com potencial agro˗ecológica de cada região.
A directora da Extensão Guilhermina Matiquiti foi desafiada ainda, a demonstrar com evidências diferenças significativas da melhoria do nível de vida entre produtores que beneficiam do serviço de extensão agrária e daqueles que não tem esse privilégio.
O Ministro da agricultura exortou ainda, a trabalhar o sentido de coordenar o processo de elaboração do documento estratégico que guiara a intervenção do sector na próxima década, onde almejam uma agricultura que não garanta somente a segurança alimentar como também exporte cada vez mais explorando os mercados nacionais, assim como de outros pontos do mundo.
No tocante a Direcção de Planificação e Cooperação Internacional, esperam que o empossado continue com o desafio de desenhar uma planificação baseado em evidências e que responda as necessidades actuais do sector e reactivar a realização de inquéritos agrários integrados, ferramenta chave para a colecta de dados actualizados que permitirão a tomada de decisão mais assertiva.
Por outro lado foi desafiado a liderar o processo de concepção do plano estratégico do desenvolvimento do sector agrário segunda fase e do PNISA dois instrumentos essenciais para a definição de politicas publicas do sector agrário.
Entretanto, ao assessor para assuntos económico do ministro Acubar Baptista esperam muita dedicação, celeridade nos processos de construção de pareceres e capacidade criação da rede de comunicação e troca de informação para que o trabalho no gabinete do ministro seja mais produtivo.
O Ministro da Agricultura recomendou a todos empossados para que no cumprimento das suas missões trabalhem com transparência, exigência e inovação com sentido prático a adaptada ao contexto do país e uso racional dos meios disponíveis.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT