Governo negoceia mais fundos para a irrigação

O Ministério de Agricultura e segurança Alimentar está a negociar um financiamento junto do Banco Mundial no valor de 80 milhões de dólares norte-americanos para a implementação do Projecto de Irrigação e Acesso aos Mercados para os Agricultores de Pequena Escala (IRRIGA).
O Projecto poderá ser implementado em quatro províncias do país, nomeadamente Manica, Sofala, Zambézia, numa área de mais de sete milhões de hectares.
Nesta perspectiva, a cidade de Quelimane acolheu, semana finda, uma consulta pública que envolveu o governo, o sector privado e vários segmentos da sociedade civil para discutir e enriquecer a proposta com vista a implementação da iniciativa.
António Tcheco, representante do Projecto de Irrigação de Pequena Escala na Zambézia, disse ao Notícias que o objectivo do programa é expandir a área de irrigação de pequena escala, introduzir tecnologias que permitam o aumento de produtividade, desenvolver ligações entre provedores de insumos e produtores, bem como o acesso aos mercados.
Actualmente, o sector da Agricultura e Segurança Alimentar está a implementar um projecto de Irrigação de Pequena Escala (PROIRRI) na região centro do país, explorando cerca de três mil hectares.
A estes serão acrescidos os sete mil do projecto ainda em desenho e que se espera seja implementado no período entre 2018-2022. Acredita-se que o projecto vai contribuir, de forma decisiva, no estabelecimento e fortalecimento das associações de regantes, melhoria de prestação de serviços e de ligações ao mercado.
O encontro de Quelimane juntou vários intervenientes na cadeia de produção agrícola e tinha por objectivo enriquecer o Quadro de Políticas que visam salvaguardar a Gestão Ambiental e Social, reduzindo os impactos negativos associados ao projecto.
António Tcheco disse, por exemplo, que o projecto que está ainda a ser concluído, com a participação de vários actores, prevê acautelar durante a sua implementação, questões de reassentamento, definir forma de lidar com locais sagrados, bem como os mecanismos para a mobilidade de pessoas, bens e património das famílias e do próprio Estado.
A nível da província da Zambézia, a iniciativa vai abranger 14 distritos com potencial agro-ecologico para a produção de arroz, hortícolas, fruteiras num regime de contrato. No total, serão integrados mais de quatro mil produtores e o foco é promover o desenvolvimento sustentável sem colídir com questões ambientais e socioculturais.
O IRRIGA será a continuação do PROIRRI financiado também pelo Banco Mundial, cujo término está previsto para este ano.
As experiências do projecto que termina serão utilizadas para aprimorar o grau de intervenção de modo que os resultados do novo projecto sejam ainda melhores, nomeadamente, na transformação do pequeno produtor de subsistência para um grande agricultor.
____________
Jornal Notícias, Segunda-Feira, 26 de Fevereirode 2018

Artigos relacionados

ordu escort escort kıbrıs izmit escort bodrum escort rize escort konya escort kırklareli escort van escort escort halkalı erzurum escort sivas escort samsun escort tokat escort