Empresários Portugueses investem no gro- processamento

Empresários lusos estão desde ontem a fazer estudos de viabilidade técnica e económica para a exploração das fábricas de processamento de arroz, nos distritos de Nicoadala e Namacurra, no corredor do desenvolvimento da Zambézia.
A empresa portuguesa ESAR GROUP trabalhou ontem nos distritos de Nicoadala e Namacurra para avaliar o estado das máquinas e viabilidade financeira com vista a relançar o agro- processamento de arroz nos dois empreendimentos fabris.
Após o lançamento da marca ”Arroz de Quelimane”, aquela empresa vai importar quantidades não especificadas do cereal e outros produtos produzidos em Portugal para ser comercializado localmente e, no futuro, a ideia passa em produzir na Zambézia.
O distrito de Namacurra, tem um plano de produção de 70 mil toneladas de arroz na presente safra agrícola. O nível de produção de arroz tem vindo a crescer e aquele volume representa um aumento em mais de dez mil toneladas em relação á safra passada. A fábrica tem capacidade de processar 150 toneladas por dia.

Artigos relacionados

English EN Portuguese PT