Famílias incentivadas a produzir hortícolas em Manica

Mais de 700 famílias do posto Administrativo de Dombe, em Manica, estão a ser incentivadas a produzir hortícolas, cereais e leguminosas como forma de saírem da dependência alimentar a que se encontram depois que suas culturas foram devastadas pelo ciclone Idai.
Há 15 meses, um ciclone de grande magnitude, baptizado pelo nome de Idai, assolava as províncias da região Centro do país, uma tempestade que entre outros danos deitou abaixo os esforços dos camponeses, devastando as culturas que haviam sido lançadas à terra.
No posto Administrativo de Dombe, distrito de Sussundenga, várias famílias foram vítimas e, neste momento, pelo menos 768 viram-se forçadas a viverem nos centros de reassentamento, onde são dotados pela Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, de técnicas de produção de hortícolas, cerais e leguminosas.
E porque o posto Administrativo de Dombe enfrenta a problemática da seca severa, o grande desafio da Fundação do Desenvolvimento da Comunidade é apostar na transferência de tecnologias agrícolas para que os produtores não dependam da chuva.
A FDC, que nesta iniciativa conta com apoio da Fundação Bill e Melinda Gates, prevê alcançar 20 mil famílias, sendo que neste momento cerca de 2453 beneficiários estão a ser capacitados centros de reassentamentos de Dombe, em Manica, Dondo, em Sofala, e Maganja da Costa, na província da Zambézia. (O País)

Artigos relacionados

ordu escort escort kıbrıs izmit escort bodrum escort rize escort konya escort kırklareli escort van escort escort halkalı erzurum escort sivas escort samsun escort tokat escort